Comunidade

Comunidade Santo Antônio Rua Juscelino Kubitschek, 327 - República

O Começo do Bairro – Pode-se afirmar que o Bairro República foi um dos primeiros núcleos residenciais planejados que surgiram em João Monlevade após e em decorrência de sua emancipação política. Totalmente extraída das terras de Gentil Bicalho, a área foi loteada e vendida para uma cooperativa habitacional – a INOCOOP – conveniada com o então Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de João Monlevade, na gestão de Ramiro Rodrigues Ribeiro. Os primeiros moradores tomaram posse de suas casas em dezembro de 1975, com as ruas sem calçamento e sem iluminação pública. Mas foi em 1976 que ele foi efetivamente ocupado.


Patrono do Bairro – O Bairro recebeu inicialmente o nome de Bairro Santo Antônio, mas não pegou de jeito nenhum. Os moradores, associando a vila a uma situação análoga explorada em novela global da época, apelidaram o bairro com o nome da vila da ficção: Pedregal. Para dizer a verdade, Pedregal era o nome da banda de cá, porque a banda de lá se chamava Águas de Santana. Posteriormente, o Prefeito Lúcio Flávio Souza Mesquita, disponibilizando recursos para o calçamento e iluminação do bairro, mudou, através de lei municipal de 1976, sua denominação para Bairro República, homenageando, na identificação das ruas, a memória dos Presidentes da República já falecidos. Santo Antônio, desprestigiado pelo poder público da época, não ficou decepcionado com o povo. Pelo contrário, continua protegendo os moradores que,emponto privilegiado do bairro, ao lado do Centro Comunitário, erigiram-lhe uma modesta, mas mimosa igrejinha, que vem recebendo, em cada junho, romeiros de todas as partes da cidade.


História da Comunidade: Com o Bairro pronto em sua estrutura civil e urbana, a Comunidade Cristã foi nascendo devagarinho da participação, união e generosidade de seus moradores.Alguns marcos compõem a trajetória histórica vivida pelos cristãos:


1976 – Primeiro grupo de reflexão, formado no Bairro, coordenado por Hermínia e José Soares

1978 – Primeira Missa no Bairro, celebrada pelo Padre Jacinto Lovato no entroncamento das Ruas Juscelino Kubitschek e Venceslau Brás.

1980- Primeira reunião de moradores na casa de Neide/Raimundinho, com finalidade de criar Comissão do Centro 1981 -Comunitário. Comparecem 27 pessoas, funcionando como secretário da mesma o Sr. Benjamim Gomes. A entidade é registrada na Secretaria do Trabalho e Ação Social em 28 de fevereiro de 1980.

1981 – Forma-se a primeira Comissão pró Construção do Centro Comunitário, tendo como presidente o Sr. Antônio Ferreira Filho. Ainda em 1981, constitui-se a primeira Diretoria do Centro Comunitário, encabeçada pelo Sr. Antônio Ferreira Filho. Primeira comemoração pública do mês de Maria no local onde surgiria a Praça Onofre Newton Ambrósio.

1981- Acontece na Avenida Castelo Branco o Forró do Pedrão, para angariar recursos para o Centro Comunitário. Logo depois, a Prefeitura doa o terreno. Cria-se o Grupo de Oração.

1983 –Nova Diretoria do Centro Comunitário. Assume como presidente João Batista Ramos Filho, para o período 1983-1985. Em 27 de junho de 1984, o Prefeito Germin Loureiro, através da Lei 669/84, declara Utilidade Pública Municipal o Centro Comunitário Comunidade Cristã do Bairro República.

1985-Primeiros encontros com vistas à construção da Capela de Santo Antônio. Dona Leontina é a alma da Comissão. Os diversos movimentos religiosos, feitos anteriormente nas ruas e residências, foram transferidos para o Centro Comunitário, tão logo ficou pronta a sua primeira parte.

1994 –Cria-se o Coral Cristo Força e União.

1996 – Lançamento e bênção da pedra fundamental da Capela, com a participação do Bispo Diocesano Dom Lélis Lara.

1998 – Padre Aloísio organiza o Conselho Pastoral Comunitário, que tem como Coordenadores Raimundo Ribeiro da Torre e Aparecida Alexandre Costa. Organizam-se as diversas pastorais: Liturgia, Catequese, Dízimo, Ministérios da Palavra e Eucaristia, Legião de Maria, Sociedade de São Vicente de Paulo, Amigos de Jesus, Sagrada Face, Mãe Rainha, Amigos de Jesus, Renovação Carismática e Grupo de Apoio.


Os Líderes Comunitários: O Centro Comunitário vem sendo dirigido, ao longo dos anos, por moradores que, escolhidos pelos seus pares, constroem, com entusiasmo, o progresso do Bairro.


1981-1983: Antônio Ferreira Filho;

1983-1985: João Batista Ramos Filho;

1985-1987: José Soares da Silva;

1987-1991: Jorge de Assis Lial;

1991-1993: Vicente de Paulo de Oliveira;

1993-1995: Eliane Maria Silveira Gonçalves

1995-2001: Jorge de Assis Lial.

2001: A partir dessa data, o casal Eudes (Dinha) / Raimundo Ferreira da Silva, vêm, com muito boa vontade, cuidando da manutenção e conservação da sede do Centro Comunitário.


A Atualidade – O morador Raimundo Ribeiro da Torre (Raimundinho) vem-se responsabilizando pela coordenação da construção da Capela de Santo Antônio, que já está quase pronta. As atividades religiosas do bairro estão sob o comando de Aparecida Alexandre Costa e Luciene Aparecida Santos, representantes da comunidade no CPP. A comunidade se reúne para a Missa no terceiro domingo de cada mês, às 8h30 (nos outros domingos há Celebração da Palavra). A festa de Santo Antônio, precedida de uma trezena, se realiza, desde 1999, com brilho renovado a cada ano. As diversas equipes de Pastoral prosseguem normalmente seu trabalho e há quatro Grupos de Reflexão e um Grupo de Oração em franca atividade.Além do Padre Aloísio, também o Padre Jorge e Padre Marcos são credores de uma grande admiração da comunidade pelo empenho, carinho e dedicação demonstrados para com a Comunidade Santo Antônio.


FacebookWhatsAppTwitter